O prefeito de Salvador ACM Neto cancelou a agenda para ir a Brasília participar da gestão de crise. Embora negue participação direta, Neto tem apadrinhados políticos inseridos em diversos espaços dentro da gestão do presidente Michel Temer (PMDB).
Representantes do DEM, como o líder no Senado, Ronaldo Caiado já defenderam a renúncia de Temer e a convocação de eleições diretas. Efraim Filho, deputado federal, fez coro com o senador.  Neto segue para o gabinete de crise sem posição oficial divulgada.

COMPARTILHAR