A irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG), Andrea Neves, presa nesta quinta-feira (18/5), teve seu registro no Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto divulgado. As fotos da ficha criminal vazaram em grupos de WhatsApp logo após a jornalista dar entrada no presídio. A divulgação ilegal da imagem já está sendo investigada pela polícia.

De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), ela chegou na cadeia por às 14h40 e teve de ocupar uma cela sozinha, de 2,5m x 3m, devido à grande repercussão do caso. A medida de segurança foi tomada para que a integridade de Andrea seja mantida. O local dispõe de cama, vaso sanitário e chuveiro.

A mineira, um dos braços direitos de Aécio, é acusada de pedir propina para o dono da JBS, Joesley Batista. O empresário disse que somente para o senador foram repassados R$ 2 milhões. A Polícia Federal prendeu Andrea, o primo Frederico, uma irmã do operador Lúcio Funaro, de nome Roberta, além de um assessor do senador Zezé Perrella (PMDB-MG).  

COMPARTILHAR