Fale Conosco

bingo o rei das manhãs

Oscar 2018: por que filmes do Brasil não conseguem mais ser indicados?

Postado

Divulgação

O Brasil vive com o Oscar uma obsessão comparável à busca futebolística pela medalha de ouro nas Olimpíadas, obtida finalmente em 2016, no Rio de Janeiro. Afinal, a Argentina é bi – na competição e na premiação. Não duvide, portanto, se Galvão Bueno for escalado para narrar a próxima vez que o país emplacar um filme indicado à estatueta de melhor produção estrangeira.

Lá se vão quase vinte anos desde a última vez, com Central do Brasil, longa lançado em 1998 que também recebeu nomeação a melhor atriz (Fernanda Montenegro) no Oscar 1999. Essa aflição pelo troféu dourado provoca todo tipo de teoria. Existe um perfil de história preferida pelos votantes da Academia? Nossos filmes não são bons o suficiente para vencerem? Por que estamos há tanto tempo sem indicações?

Cinco razões que podem explicar a ausência do Brasil no Oscar de melhor filme estrangeiro:

Puplicidade