Fale Conosco

E.C Bahia

Esquadrão enfrenta Juazeirense neste domingo

Postado

Artilheiro Edigar Junio fez apenas um gol este ano, pela Copa do Nordeste
Felipe Oliveira | EC Bahia | Divulgação

Apesar do técnico Guto Ferreira negar ter a “obrigação” de vencer a partida deste domingo, 4, às 17h, diante da Juazeirense, no estádio Adauto Moraes, pela oitava rodada da primeira fase do Campeonato Baiano, e ainda dizer que “o esporte tem três resultados possíveis”, qualquer resultado diferente de um triunfo em Juazeiro pode colocar o Esquadrão em maus lençóis na reta final do estadual.

Faltando apenas dois jogos para o fim da fase inicial do Baianão, a equipe de Guto inicia a penúltima rodada em terceiro lugar, com 14 pontos, dois atrás do rival de hoje e do Vitória, e apenas um ponto acima do Bahia de Feira, que na quinta posição, é o primeiro time fora da zona de classificação para as semifinais.

E, para o Esquadrão conseguir os três pontos hoje, vai precisar contar com a força ofensiva do seu time, que apesar dos 13 gols pró na tabela, não deve contar com nenhum atleta no time inicial que tenha marcado gol nos outros sete jogos do Bahia no estadual.

Até então, os artilheiros do Tricolor da capital no Baiano são os meias Vinicius e o centroavante Hernane, ambos com três gols cada. Nenhum entrará em campo hoje. Além do Brocador, que agora está no Grêmio, Vinicius cumpre o segundo – e último – jogo de suspensão após a polêmica comemoração com sua dancinha no último Ba-Vi.

Outro que tem feito gols esse ano (dois pelo baiano) e também está suspenso é o meia Zé Rafael, que tomou o terceiro cartão amarelo na vitória sobre o Atlântico. O zagueiro Tiago, que marcou contra a Jacuipense, não foi relacionado devido a dores na panturrilha.

Na linha ofensiva que estará em campo no início do jogo, os atacantes Edigar Junio e Kayke estão devendo. Ambos já marcaram um gol cada este ano, pela Copa do Nordeste, mas passaram em branco no estadual. 

O Tricolor conta ainda com Élber, o qual o próprio Guto Ferreira disse não ser um “exímio finalizador”, que não marcou nos nove jogos do Bahia que esteve em campo. E Allione, mais conhecido por sua habilidade como ‘garçom’, que também não marcou em 2018.

Já no banco, estarão dois atletas que marcaram pelo estadual este ano: Elton, que fez o gol da vitória sobre o Atlântico na última partida, e o meia Régis, autor de um dos tentos na goleada sobre o Conquista.

Artilheiro e liderança

Do lado da Juazeirense, o time comandado pelo técnico Luiz Antônio Zaluar encara a partida deste domingo como a chance de concretizar a boa campanha no estadual e garantir a classificação para as semifinais do Baiano por antecipação.

“A Juazeirense está num bom momento. A gente está em busca da nossa classificação independente de quem está do outro lado”, disse Zaluar ao site oficial do clube.

Dividindo a liderança com o Vitória, com 16 pontos, atrás apenas no saldo de gols, o Cancão de Fogo aposta na força da equipe jogando no Adauto Moraes. Atuando em Juazeiro, o time venceu todas as quatro partidas em casa. Além disso, a Juazeirense conta com o artilheiro da competição, Salatiel, com seis gols, quatro deles marcados no Adauto Moraes.

“Temos condições de jogar com o Bahia de igual pra igual, assim como a gente fez contra o Vitória no Barradão”, declarou Salatiel, que marcou um dos gols no empate em 2 a 2 com o Leão em Salvador pelo Baiano.


Puplicidade