Fale Conosco

E.C Bahia

Guto cobra maior equilíbrio na reta final da primeira fase

Postado

As orientações de Guto são claras: mirando o Bahia no topo, ele não aceitará vacilos do time
Felipe Oliveira l EC Bahia

Sem erros. Esta é a ordem e o objetivo do técnico Guto Ferreira para o Bahia no restante do Campeonato Baiano. Figurando na terceira colocação, com 14 pontos, o Tricolor não pode mais dar margem aos erros se quiser se classificar para as semifinais.

Em momento de definição, a perfeição é meta para o comandante do Bahia. Para conseguir a vaga de forma antecipada, o clube ainda depende dos resultados de seus adversários diretos. Assim como uma derrota pode tirar o clube da zona de classificação.

A missão é complicada. E já começa no domingo, 4, contra a Juazeirense, às 17h, no estádio Adauto Moraes.

O adversário confirmou as expectativas de que faria um bom estadual e brigaria para ser a terceira força do futebol baiano. A vice-liderança, igualada em pontos com o Vitória, é prova disso. Parada dura para o Bahia.

Ciente do desafio, Guto fez questão de elogiar o rival. “A gente sabe da dificuldade que é o jogo lá. Nos últimos três anos, acho que este é o melhor momento deles. Temos que passar por cima disso, ir lá, fazer um grande jogo e conseguir vencer”, pregou.

Mas não é so a Juazeirense que vive bom momento. O Bahia goza da tranquilidade de quem não perde há nove jogos. No Baiano, o time vem de três triunfos consecutivos. É visando à manutenção da boa fase que Guto espera ver os seus jogadores serem impecáveis na reta final, algo fundamental para quem almeja avançar de fase.

“A competição está na reta final. Pela pontuação, tem seis clubes brigando. Quem vacilar está fora. O Bahia já errou tudo que podia errar”, afirmou.

Efeito suspensivo

O clube entrou, nesta sexta-feira, 2, com um pedido de efeito suspensivo junto ao Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia (TJD-BA) para poder contar com o volante Edson e o zagueiro Rodrigo Becão – ambos punidos por conta do Ba-Vi.

Em julgamento, realizado na última terça-feira, os jogadores foram denunciados por agressão e pegaram oito partidas de gancho. Vale lembrar que caso seja acatado, o pedido de efeito suspensivo não é válido para a partida deste domingo, 4.

*Sob supervisão do editor Daniel Dórea


Puplicidade