Fale Conosco

Duff McKagan

Jukebox Sentimental: saiba sobre o mítico baixista do Guns N’ Roses

Postado

Reprodução

Ei, fã de rock’n’roll! Ainda dá tempo, se você for rápido o suficiente no gatilho, de ver, totalmente de graça, nos três últimos dias de fevereiro, no Bis Play, o documentário: It´s So Easy and Other Lies (2015). Trata-se da biografia de Duff McKagan, baixista do Guns N’ Roses.

O roteiro do filme é baseado em livro homônimo, lançado em 2011 e já esgotado no Brasil. Com direção de Christopher Duddy, a fita mescla cenas de shows do artista lendo trechos da obra acompanhado de bandas, com imagens de arquivo do roqueiro ainda jovem tentando a sorte pelos palcos de Seattle. Retrata-se o começo e auge no Guns N’ Roses, os problemas com as drogas e a bebida.

“Nós bebíamos 24 horas por dia”, conta o icônico guitarrista Slash, o único integrante da mítica banda que topou dar depoimento para o filme.

 

O projeto, que traz ainda trechos divertidos de animação, conta com entrevistas de familiares e amigos da adolescência de Duff, além de artistas e nomes ligados ao universo musical da época.

Diploma de economista
Caçula de oito irmãos, Duff, hoje com 54 anos, virou músico ao ser fisgado pela rebeldia iconoclasta do punk e do heavy metal. Antes de chegar à maioridade, no entanto, já tinha passagem por diversas bandas e perdido a conta de quantos carros roubados. Entre um delito e outro, se perdia na orgia de maconha e heroína.

“Só isso já era uma coisa emocionante para um garoto de 15 anos”, conta Duff, lembrando os tempos em que roubava engradados de refrigerante para montar palcos improvisados.

Cansado da cena musical de Seattle, o artista então ruma para Los Angeles no começo dos anos 1980, onde esbarra com Slash num daqueles bares reluzentes da cidade dos anjos. O encontro fora motivado por um anúncio de jornal plantado pelo guitarrista procurando um baixista fã de Alice Cooper, Megadeth e Aerosmith.

Algumas passagens de It´s So Easy and Other Lies são cheias de surpresas. Uma delas é quando o baixista revela os detalhes de uma cirurgia feita às pressas para curá-lo de pancreatite causada pelo alcoolismo. Outra: o desafio de entrar para o curso de economia na Seattle University, aos 32 anos, entre sua saída do Guns e o surgimento do Velvet Revolver, banda que montou ao lado dos guitarristas Slash e Izzy Stradlin, nos idos dos anos 1990.

“Quando Duff passou a estudar economia, passou a entender a fundo como funciona a indústria musical, os direitos autorais, as publicações, as porcentagens e todos esses detalhes que ele queria entender”, avalia Slash.

Chama atenção, por exemplo, as particularidades de sua saída do Guns, no auge do sucesso da banda e a treta que arrumou com Axl Rose. Mas, como se vê, nem tudo são rosas no rock’n’roll, nem armas: desde 2016, o músico foi reintegrado ao seu posto de baixista, por direito, dessa que é uma das bandas mais relevantes da cena musical nos últimos 30 anos.

Puplicidade